Livro: A garota que você deixou para trás


Jojo Moyes, Intrínseca, 2014



Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo — a família, a reputação e a vida — na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra.

Quase um século depois, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo.



Vi o trailler do livro da autora que virou filme o 'Como eu era antes de você' e fui correndo comprar, na época a amazon estava com muitas promos e aproveitei para adquirir outros livros da autora. Confesso que ando meio rebelde. Só resenho os livros que gosto. Li o 'Como eu era antes de você' e não curti muito. Curti, mas não curti muito. Tá, não gostei do final, exclui ele da minha mente e por fim não consegui resenhar. ;-( 

A garota que você deixou para trás nos deixa ansiosos, tristes, emocionados. A história alterna entre passado e futuro, confesso que esse recurso me causa uns leves espasmos de raiva, pois sou extremamente ansiosa, mas tenho também que confessar que é interessante ver o futuro se desenrolando e entender o porque de tudo aquilo.

No passado: uma guerra. Os personagens do passado são fortes, é fácil amá-los e odiá-los dependendo de que lado do front eles estão. Na história da vida de Sophie essa definição ficará meio embaralhada.

Já no futuro os personagens são mais óbvios. Liv como personagem principal é meio fuén. Sem personalidade, meio irritante. Uma personagem chata. Mas, ... Mas, nada ela continua chata e sem personalidade até o final do volume, só que mais agradável quando deixa ser cabecinha de vento.  Os personagens Greg e Mo são os mais divertidos.

O livro é um romance, então não foge muito a regra: os acontecimentos do futuro são meio óbvios. Mas curti escrita da Jojo. Gostei da autora e depois da decepção do 'Como eu antes de você' e de ter gostado bastante desse, tenho uma leve impressão que a Jojo é daquelas que não se importam muito com a reação de seus leitores. Acho bacana isso, autores que escrevem independentemente do que os leitores vão achar. Curti muito a narrativa deste volume e to até pensando em reler o 'Como eu era...' porque apaguei ele da memoria e não lembro de ter gostado tanto assim da escrita da autora. ;-( 

Enfim: é um romance, é meio obvio, é cheio de surpresas e ... gostei da fórmula. ;-)



Para ler resenhas de outros livros, é só clicar na Tag: Livros e para conhecer minha meta de leitura para 2016 é só buscar na barra lateral o link da Reading Challenge, da comunidade de leitores do goodreads. >>>>


   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...