Livro: O domínio do Lobo - Novo Século




Patricia Briggs, Novo Século - 2013



"Depois de se transformar em lobisomem, Anna Latham não fazia ideia do quanto sua vida se tornaria complicada... e perigosa, já que acabaria se tornando a companheira de Charles Cornick, o filho do líder de todos os lobisomens da América do Norte, Bran. Anna e Charles são convocados para uma importante reunião, que pode mudar o destino de sua espécie. Bran acredita que é chegada a hora de os lobisomens do mundo revelarem sua existência à humanidade. Porém, o mais temido lobisomem Alfa da Europa se coloca radicalmente contra o plano, e ele parece não ser o único a ter esta opinião. Quando Anna é atacada, ela e Charles resolvem combinar seus poderes para descobrirem quem estaria por trás disso tudo... ainda que isso lhes custe suas vidas. "


Anna e Charles precisam trabalhar juntos, pois agora ela é a companheira de um homem importante e precisa demonstrar saber qual é sua posição.  A Anna do primeiro volume era chatíssima, eu não estava aguentando tanta insegurança e temor da personagem, seu companheiro ficava em uma posição de extrema hesitação no relacionamento, e a leitura foi se tornado cada vez mais chata.

Nesse volume a cumplicidade do casal começa a aflorar e é bem animador ver dos dois compartilhando de fato a mesma vida e sentimentos. Confesso que deu muito mais prazer em ler uma Anna mais confiante. 

Esse segundo volume foi bem melhor, diálogos mais bem construídos, com muito mais alma. Um jogo de sedução mais elaborado, o casal ficou sensual e bem mais atrativo. 

Acho que para dar esse levante na personagem a autora massacrou demais a personalidade do personagem no primeiro volume. O que foi extremante cansativo e desanimador. Confesso que se não tivesse a série em mãos, não teria continuado a leitura.

O segundo volume termina com a historia bem amarrada, não dá para imaginar o que pode vir no terceiro volume, na verdade nem o que justifica a necessidade de um terceiro. but

Mas, estou iniciando o terceiro volume e pude entender o porque da narrativa ser tão repetitiva, tanto no segundo volume, quanto no primeiro. As histórias são independentes, cada volume trata de um tema, com inicio, meio e fim. A história de Anna e seu Charles segue uma continuidade, na aproximação, intimidade, mas não é necessariamente uma sequência. Cada volume tem sua história e ela é finalizada ao final do volume. Para compreender cada história, não se faz necessário ler o volume anterior.

Apesar dos momentos de tensão ainda serem fracos, e da autora nunca resolver os combates de forma empolgante, pois eles sempre terminam de maneira inesperada, e infelizmente não é  um inesperado bom. Eu gostei deste segundo livro. Achei mais movimentado, com mais ação, apesar da escrita fraca.





   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...