#Testei: Batom Líquido Matte - Dailus Pro




Faz tempo que quero fazer essa resenha porque os batons da Daillus são muito amor, mas como é muito trabalhoso resenha com swatche venho postergando. Bom, os batons líquidos da Dailus foram os primeiros do tipo que eu comprei. Pesquisando swatches em pele negra na blogosfera selecionei algumas cores que gostaria de comprar, mas é um pouco difícil achar algumas cores em lojas físicas e somado ao preço que as lojas online estão cobrando e frete dei um tempo de aumentar a minha coleção de batons líquido da marca.  

A Dailus é uma marca brasileira que aprendi a amar, assim como a Vult, faz coisas de qualidade por um precinho mara. Tenho pigmentos, iluminador, pó translucido e vários batons. Uma pena que as lojas tem revendido as marcas brasileiras com preços irreais. Dei uma freada em comprar coisinhas nacionais por esse motivo. 

As cores que comprei foram:  Basque, Ballet, Sapatilha e Allegro

Basque: é um rosinha, que fica uma fofura em pele negra. O swatche não demonstra, mas nos lábios com a make completa fica bem lindo. É perfeito para usar no dia a dia.




Ballet: Amo, amo, amo o Ballet. Para mim é o batom vermelho mais lindo que já usei olha que tenho uma pequena coleção de vermelhos.  A cobertura dele é ótima e o tom é perfeito para pele negra.





Alegro: é um laranja bem vivo, confesso que foi uma decepção, pois a cobertura dele é bem fraca. Não curti ele na minha pele, pois achei que ficou muito florescente. Não que isso seja parâmetro, afinal somos livres para usar qualquer cor. Mas, ainda não criei uma oportunidade para usá-lo.





Sapatilha: é um roxo/berinjela incrível. A cor é super pigmentada, fica perfeito em pele negra. É o tipo de cor bem curinga, como os vermelhos. Não importa se é olho tudo ou olho nada, ele combina e fica lindo com qualquer make. 







O que achei:  Os batons líquidos da Dailus são bem consistentes, o que torna um pouco difícil construir as camadas, pois se ele secar entre uma camada e outra pode esfarelar um pouco. Percebi que os batons claros são mais difíceis de usar do que os escuros que tem uma maior pigmentação, que com duas camadas já ficam lindos.


Da mesma forma a durabilidade difere entre os claros e os escuros. Já usei o Ballet em um jantar e o sapatilha em um casamento e ambos, mesmo depois de comer e beber, dançar e pular duraram em todo evento. E já usei o basque em um dia de trabalho e ao meio dia já estava desbotado.

Batons mate podem provocar uma ‘descamação’ nos lábios, algumas marcas mais do que outras, e acho que os líquidos mate, muito mais do que os batons mate comuns. Sempre uso o bepantol derma labial antes de usá-los.

A remoção destes batons deve ser feita com demaquilante bifásico.

Eu curti demais a moda dos Líquidos mate que tenho até uma mini coleção. E é bacana ver uma marca nacional sendo vanguarda nesses lançamentos.


Onde e quanto: Pelas lojinhas de make e farmácias do centro do Rio de Janeiro, na época paguei entre 15,00 e 17,00 cada.

   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...