Livro: Lobos não choram - Novo Século



Ando muito preguiçosa para ler, ainda não sei bem porque. Mas, tem uma gama de livros que já li e não resenhei, por motivos de: também não sei. kkk. Mas, retomei a curiosidade de ler essa semana, depois de meses de abstenção, li o primeiro volume da série Alfa e Omega em dois lindos dias como de costume. Não achei oh meu Deus que livro, na verdade não curti muito. Mas, por ser fácil de ler deu uma renovada no animo. Porque oh dó de entrar no goodreads e ver que o último livro lido completo foi em Julho. chorare!!

Houve uma época linda que eu fazia planilha de lidos no Excel. Fazia o book challenger do goodreads e sempre cumpria com a meta. E em dezembro fazia a retrospectiva literária do blog pensamento tangencial animadamente. But, isto é passado. 

Tenho tido muitos desses momentos nos dois últimos anos, momentos que simplesmente não quero ler nada, ou nada do que tenho e como não tenho comprado, pois tenho muitos na estante não lidos. Acabo não lendo absolutamente nada. Eita desabafo. :0


Que dó! mas, e a resenha? Sim, vamos a resenha. 



                                                                           Patricia Briggs, Novo Século, 2013



"Anna nunca soube que Lobisomens existiam, até a noite em que sobreviveu a um ataque violento... E se tornou um deles. Depois de três anos como o membro menos importante da alcateia, Anna aprendeu a manter a cabeça baixa e a nunca, jamais, confiar nos machos dominantes. Foi então que Charles Cornick, o matador de aluguel e filho do líder dos lobisomens da América do Norte, entrou em sua vida." 




Cortei parte da sinopse porque nunca li uma sinopse oficial tão cheia de Spoiler. fail da editora? 
Anna é uma protagonista oculta e apagada. Uma heróina fraca e insegura. Nesse primeiro volume pouco é apresentado da personagem, pelo menos eu fiquei com a sensação de que pouco da vida e mente da personagem foram apresentados. Pois, tudo que li, foi que ela tinha medo, medo e medo.

Os pontos altos, as tensões do livro foram bem poucos construídos, o primeiro beijo do casal foi inexpressivo, os primeiros contatos foram cercados de medo e temor, a narração que deveria nos deixar com expectativas, excitações e até inveja foi bem decepcionante. Pelo menos para mim que já li livros bem mais elaborados nesse quesito. Não sei como um romance pode sobreviver a energias tão ruins e não sei como a autora sairá deste clima pesado nos próximos da série.

Achei a escrita um pouco fraca, aparentemente a autora usa um recurso bem fraco para encher páginas, a repetição de frases com a mesma construção, algumas exatamente iguais. Não sei se é falha na tradução, ou se o original que é assim. Encontrei uns errinhos de digitação, frases incompletas e coisas do tipo. 

A história é clichê para quem já leu livros com esse tema, mas dá para se divertir, apesar do pesares. Sabe, é como ler Nicholas Sparks ou Jonh Green, que por sinal tenho uma coleção. Gosto de leituras fáceis e descomplicadas, para dar um tempo na mente.

Não sei explicar o porque, mas mesmo sendo ruim vou até o fim para ver no que vai dar. Mas, só vou terminar pois uma amiga me emprestou os volumes, confesso que se tivesse que comprar não pagaria um real por ela.  






   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...