Como é viajar sem agência de viagens?





Muitas pessoas ainda acham que para viajar é necessário uma operadora de turismo. Quando eu conto que viajei à Europa por conta própria e não foi caro como elas pensam, há quem fique chocado e pense que tive que vender a casa, a alma, ou sei lá o que para viajar. Resolvi escrever esse post para esclarecer alguns pontos e não vou numerar porque todos são importantes.


O que é preciso para viajar por conta própria?


Coragem
Como andar na cidade? É seguro ir sem guia? Se eu me perder?

Antes de tudo é preciso muita coragem para viajar por conta própria. No início da medo de tudo. De se perder, de não ver nada.
Confesso que fiquei com medinho no embarque, medinho no desembarque, medo da imigração e ao longo da viagem, medinho a cada novo desafio. Como sou a navegadora, que faz o roteiro, as pesquisas e me informo sobre os lugares. Enfim, sou eu que fico com a responsabilidade de fazer tudo dar certo, em muitos momentos fico com medinho mesmo. Mas, ter medo também faz parte. Como diz minha prima, companheira eterna de viagens, eu sou uma Personal "Viagem".


Informação
Preciso de Visto? Seguro Saúde? Como chegar no Hotel? Onde comer? Quanto custa...?

Não tem como viajar sem informação. Essa é a chave da viagem por conta própria. É você fazendo a parte que a operadora faria pra você.
Gastei em média 3 horas conectada a web por dia, durante os 5 meses que antecederam a trip e nos fins de semana eu dobrava essas horas. Há muitos sites e blogs para ler do Brasil e do mundo. Não tem como viajar sem a experiência de quem já foi e fez. Rotas de ônibus, metro e horários de vôos. Sem essas informações bem lidas e entendidas fica impossível.

Quanto de dinheiro eu preciso?
Não posso só usar cartão?

Por mais que haja cartão, dinheiro em notas, o cash ao vivo é necessário também. A quantia depende do tipo de viajante que você é e do tipo de viagem que está fazendo. É turismo cultural? É compras? É mochileiro? Depois de definido o tipo de viagem o planejamento dos gastos parte desse ponto.

Quanto vai custar a passagem?
Ainda custa 2.500 uma passagem (ida+volta) para Europa? Posso Parcelar?

O valor da passagem aérea depende da data da compra e poder parcelar ou não depende da Cia Aérea. Quanto antes comprar mais barato fica. De preferência 3 meses antes. Já foi a época que uma passagem para Europa custava mais de 2.000. Hoje em uma viagem planejada dá para pagar entre 1.200 a 1.800 reais. Sempre há promoções para Europa saindo do Rio e São Paulo. Ficar ligado em sites como o Melhores Destinos que sempre dá dicas de promoções e períodos promocionais é uma boa opção.


Onde ficar
Não tenho amigos, onde é seguro ficar?

Depois de definido o tipo de viagem; o tipo de viajante que você é; o quanto você pode e quer gastar, você decide onde ficar.
É muito bom quando temos lugar pra ficar, seja com amigos, conhecidos, amigos de amigos ou até mesmo couchsurfing. Economizar na hospedagem é muito importante e para quem não tem as opções acimas ou tinha e deu errado, como no meu caso.
Sempre teremos o Hostelworld e Hostelbookers listando os Hostels e até Hotéis mais baratinhos em todo mundo pra gente.

Muitos tem em mente que viajar é caro demais, porque Hotel é sempre muito caro. Ai, quando digo que fico em Hostel (albergue) vem o choque.

Muita gente aqui no Brasil ainda acha que albergue é sinonimo de lugar sujo e perigoso. Engana-se e muito quem pensa assim. Hostel no mundo de hoje é sinônimo de hospedagem boa e barata.



O que são Hostels?

Hostel são como acampamentos: quartos e banheiros são compartilhados. Os quartos possuem várias camas beliches, então diferente do Hotel você paga a cama e não o quarto. A quantidade de camas que o quarto possui você escolhe no momento da reserva e o preço varia de acordo com isso. Quanto mais cama tiver, mais barato fica. Os banheiros podem ser individuais ou do tipo vestiários, mas são fora do quarto, por isso são chamados de compartilhados.

Sempre há a opção de quartos só para mulheres, só para homens ou mistos. Isso também fica bem explícito no momento da reserva. Então, você reserva pela quantidade de camas, ou seja, com quantas pessoas você vai dividir o quarto. E por tipo: homem ou mulher.

A maioria dos Hostels possuem todas as facilidades do Hotel: café da manhã, internet.  Mas, o bacana é que a cozinha é aberta, então dá pra economizar uma grana fazendo seu próprio almoço ou jantar.

E para acabar de vez com a imagem errada, segue fotos de dois hostels europeus muito bem listados pelo HostelBookers, com padrão melhor do que muito hotel que tem por aqui.



Esses são dois, dos cinco onde fiquei nessa última trip.



Cartão de Crédito Internacional
É possível viajar sem ele?


Sim, mas fica bem difícil e em alguns casos impossível, pois na imigração de alguns países é necessário apresentar.
Cartão de crédito é a chave para imprevistos, que sempre estão relacionados com grana, é claro. Por isso, na hora de planejar gastos não conte com ele. Deixando para surpresas que possam ocorrer.

Idioma
É preciso saber o idioma de cada país que vou?

Não. Ninguém precisa saber francês para ir França. Mas, saber um outro idioma é bem importante. Muitos brasileiros vão na cara e na coragem, acham que com o portunhol vai dar.

Eu, particularmente não aconselho ninguém a viajar para outros países sem pelo menos o inglês ou espanhol básico. Fica muito difícil, por mais informação que você tenha. Tem situações, como aeroportos, que não tem pra onde correr.

Infelizmente, na Europa só os portugueses falam português (risos). Mas, lá o espanhol ajuda bastante, mas, espanhol mesmo e não o portunhol. As línguas são semelhantes, mas não iguais. Na França e Itália, países onde passei, sempre me perguntavam se eu falava. Mas, como não sei nadica de espanhol me virava no inglês basicão mesmo.

Note ou Netbook

Sem ele estaria perdida literalmente. Ao chegar em Paris não conseguia encontrar o hotel. Então procurei um Mc Donalds, saquei meu net da mochila e "perguntei" ao Dr. Google. O bacana é que em muitas cidades da Europa tem wifi em todo lugar, nas ruas, praças... E Mc Donalds, claro. Foi extremamente importante ter um computador comigo.

Todas as reservas e horários dos trens eu conferia ou fazia um dia antes na web. Os hostels tem wifi, Mas, o computador é apenas para checar emails. Então levar computador é bem importante para quem vai ficar vários dias, indo a várias cidades.

Prepare-se para imprevistos
Não tem jeito, eles sempre acontecem. Esteja preparado para adaptar-se a cada nova situação.
Pode ser perda de documentos, mal de saúde, um Hotel/Hostel muito fora do esperado, por isso ter um notebook a mão é muito importante.

Não é necessário nem 10.000, muitos menos 15.000 reais para viajar a Europa. A quantia e a forma vai depender claro, do tipo de viajante que você é, dos países que você quer conhecer e da quantidade de dias. Planejando com tempo, ficando em hostels, fazendo sua própria comida. Dá pra calcular a média de 60 euros por dia, que são mais ou menos 140,00 reais. Claro que depende do câmbio do dia. Muitos fatores influenciam a quantia a ser gasta e a forma (dinheiro ou cartão). Mas, planejando com antecedência é possível viajar com muita coisa já paga.

Todas essas precauções não garantem uma viagem perfeita, mas com certeza garantem a vinda de muitas coisas novas. Podem ser boas ou ruins. Na verdade se as experiências serão boas ou ruins, vai depender de como você as vê.

Dormir no aeroporto de Roma pode ser considerada uma experiência ruim. Mas, se você enxergar como uma oportunidade de conversar com gente nova a noite toda, a experiência se torna boa. Tudo depende de como olhamos as dificuldades. E como planejamos superá-las.

Porque Viajar é Preciso!


“Um homem precisa viajar. Por sua conta...
Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu.
Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor.
Um homem precisa viajar para lugares que não conhece
para quebrar essa arrogância
que nos faz ver o mundo como o imaginamos,
e não simplesmente como é ou pode ser.
Que nos faz professores e doutores do que não vimos,
quando deveríamos ser alunos,
e simplesmente ir ver”

Amyr Klink


   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...