Buenos Aires - Argentina




Viajar é sempre bacana, adoro arrumar as malas e embarcar em uma boa viagem. Viajar para Buenos Aires virou roteiro obrigatório para brasileiros. Com a baixa cotação do peso argentino Bs As é roteiro internacional certo.

A primeira coisa a se fazer antes de comprar as passagens se você não tem passaporte é verificar se a sua identidade está em bom estado, como por exemplo ver se a foto está perfeita e se e a data de expedição não é muito antiga e coisas do tipo.

Agências de turismo e passagens: Se você pretende ficar apenas 3 dias é válido viajar com uma agência estilo CVC, que tem roteiros de 3 dias por menos de R$ 900. Agora se você pretende ficar mais de 3 dias e ter a liberdade de viajar a data e a hora que quiser vá por conta própria. As passagens de ida e volta para Buenos Aires custam em média R$ 670 (gol), isto é saindo do RJ, pois saindo SP custa menos.

Hostel ou Hotel: Se você tem a mente jovem, desencanada e pouco dinheiro, não se preocupe fique em um Hostel, as diárias com café da manhã (super simples por sinal) vão de 34 pesos em diante. Escolha seu Hostel pelo site HostelWorld ou Hostelbookers. Para você que prefere o conforto dos hotéis e dinheiro não é problema, procure no site Booking.com alguns deles.

Moeda e Cambio: Não se preocupe em levar dólares, leve seus reais e troque nas várias casas de câmbio da cidade. Na chegada, no aeroporto ao lado da saída da aduana tem uma agência do Banco La Nación, troque seus reais lá. Muito cuidado ao trocar suas notas, cuidados com notas falsas. Não tive a infelicidade de pegar notas falsas, mas é bom ter muita atenção. Acompanhe a cotação do real pelo site dolarhoy.
Nas minhas últimas pesquisas, o peso estava tão desvalorizado frente ao dolar, que estava mais  vantajoso levar dólares. Fique ligado na cotação. (atualizado em 14/12/2014)

Cartões e contas: Se você pretende usar seus cartões de crédito e sua conta para saques, não se esqueça sob nenhuma hipótese de ligar para a administradora dos cartões e o seu banco avisando que você vai viajar.

Compras: Quem vai para comprar faz ótimos negócios, na Calle Florida, que é o centro do consumo, mas existem lojas na Av. Callao (Perto do Congresso),  com preços melhores. O comercio começa a funcionar tarde, a partir das 10:00, algumas lojas da Calle Florida começam as 09:00. Atenção para compra de perfumes, maquiagens e hidratantes (tipo Victoria Secrets) é sempre vantagem comprar nos free shops dos aeroportos, compre na volta.

Segundo relatos atuais de blogueiras os preços na cidade estão muito altos. E não está compensando. Mas, no free shop de Ezeiza ainda está em conta. (atualizado em 14/12/2014) 

Vamos a viagem então...
(clique nas fotos para ampliar)


1º dia – Sexta – Ida

Chegamos ao galeão com umas horinhas de antecedência e passamos no free só para ter uma idéia dos preços praticados. Mesmo com atraso do voo, chegamos em Ezeiza na hora aproximada. Ao desembarcar meu primeiro contato com o espanhol foi medonho. Paramos na imigração, o cara fazias perguntas e eu nada acostumada com a língua entendia bulhufas, por fim minha primusca, mais acostumada com idioma entendeu que ele queria saber. Respondemos as perguntas e fomos em frente.

Depois fomos procurar a agencia do Banco La Nación, existe uma ao lado da saída da Aduana.
Ao lado tem um quiosque da empresa de ônibus Manuel Tienda Leon, que leva você ao centro de Buenos Aires ou ao seu hotel, pagamos 40,00 pesos por pessoa de tarifa promocional pelo Bus Hoteles, onde vamos de ônibus até o terminal madeiro e de lá eles nos levam de carro até o Hostel. Existe também o taxi Ezeiza que é mais mais vantajoso se for para 3 pessoas.

Chegamos ao Hostel, fizemos o check in, deixamos as malas e fomos fazer o reconhecimento local. Andamos pela rua principal, compramos um guia de bolso (7,90) e fomos comer algo.





Muitos se arriscam na culinária local, eu particulamente não curto carne, então não farei recomendações sobre onde comer, me arrisquei a beliscar literalmente um bife de chorizo no ultimo dia, muito gostoso e só.


2º dia – Sábado – PUERTO MADERO e TIGRE

Fiz a besteira de acordar e sair cedo, a toa. A cidade acorda tarde, não se apresse. Saímos do Hostel e fomos andando pela Av. San Juan até Puerto Madero. Muito bonito o bairro, com seu conjunto de prédios de tijolinho vermelho, com prédios de alto luxo, muitos ainda em construção, com a Ponte De La Mujer, com a Fragata Sarmiento.












Depois fomos andando em direção ao terminal de trem, no bairro do retiro.
Pelo caminho encontramos a Torre Monumental, que se chamava Torre de Los Ingleses.












No terminal Retiro, compramos o passe para a estação Mitre, ao chegar fomos para a estação do Tren de La Costa.





Pegamos o trem, que passa pela costa do Rio de La Plata. O final da estação é no Delta Tigre, lá tem um parque diversões, um cassino e uma feirinha, que tem coisas ótimas para comprar.




Se você é como eu e não tem muita paciência para parques, não vá. Não há nada demais no Delta Tigre, a não ser pela feirinha, que só deve acontecer nos fins de semana. Ah e não caia na armadilha de fazer o passeio de barco, pois não há nada para ver, tenha certeza. Não fiz o passeio, pois já tinha pego dicas a esse respeito e ao chegar lá constatei que era pura verdade, essas dicas salvaram meu dia, então reproduzo aqui.

Fizemos o mesmo trajeto de volta, ao chegar na estação Retiro, pegamos o metrô.O metrô por sinal, o que é aquilo? Tá acabadinho que só.

3º dia – Domingo – SAN TELMO e LA BOCA



Acordamos tarde dessa vez e fomos caminhando até a Rua Defensa, onde acontece a famosa Feira de San Telmo. Além de ser uma Ferinha bacana é com certeza o melhor lugar para comprar lembrancinhas, tenha certeza que dificilmente você vai encontrar lugar com coisinhas mais diferentes e mais em conta. Aproveite para tomar o famoso sorvete de dulce de leche na Freddo, vale cada centavo.

A feira de San Telmo é bem rica em cultura, tem artesanatos, shows de tango, vários artistas se apresentando e galerias de arte. É bem legal.




No fim da feira, tome um taxi e vá até o Caminito no Bairro La Boca, não se preocupe com a tarifa é bem barato, custa uns 18,00 pesos. Os taxis são pretos com teto amarelo.

No Caminito tem feirinhas, lojinhas e pequenas galerias. Apesar de ser bem pequeno é uma caminhada boa.




O caminito é bem bacana, mas La Boca é um bairro bem estranho, no domingo está bem movimentado, então você não terá maiores problemas ao caminhar até o Estádio do Boca Juniors, o La Bombonera que é uma bela atração, se você não for fanático pelo Boca, chegando lá compre o visit express, que custa 20,00 pesos, entre fotografe e pronto.







No próximo post estão Montserrat - Centro, Palermo e Recoleta. Até lá.

Cíntia M.S.
   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...