Porque você não quer mais ir a igreja?








Terminei a leitura do livro. Porque você não quer mais ir a igreja? De Wayne Jacobsen e Dave Coleman, publicado no Brasil pela Editora Sextante. Confesso que o que mais me chamou a atenção foi o titulo, que expressa um pouco do que sinceramente venho sentindo nesses últimos meses. Comprei um exemplar com um pouco de receio, imaginava que o livro faria algum tipo de apologia contra a igreja (instituições), pois acredito que não é bem esse caminho: os que são contra ou a favor.

Mas não é isso, o livro não faz apologia a deixarmos a igreja, nem nada. Mas trata bem do assunto, falando tudo que geralmente as pessoas pensam e não tem coragem de dizer.

O interessante é que muitos questionamentos que fazemos e geralmente abafamos por achar que estamos errando ou pecando por pensar assim o livro retrata. Em forma de diálogo, Jake e o seu novo amigo João, levantam muitas questões que atinge as cabecinhas dos cristãos que frequentam ou não “alguma forma de igreja".


Nenhum livro deve ser tratado como única fonte inspiração, afinal a Bíblia é a única fonte infalível. Mas sei que a leitura deste livro pode provocar um pequeno comichão e assim dar início a diálogos e debates enriquecedores.

Jake em todos os momentos se depara com caminhos que não quer seguir. Ele deve escolher seguir seus caminhos, seguros e planejados, ou seguir os caminhos do Pai. A jornada de Jake é longa. E não há como negar que somos assim, preferimos a conformidade da religião, do que a complexidade (pelo menos no primeiro momento) de se buscar o que Deus realmente quer que façamos, principalmente por que sabemos que provavelmente (pelo menos no primeiro momento) não iremos entender e nem gostar desse caminho.

Como é fácil ir a igreja aos domingos, bater ponto na Escola Dominical e no culto a noite. Dar a paz do Senhor aos irmãos, fazer o bem e pronto. Ai está minha comunhão com Deus. Isso é suficiente.
Eu aprendi que não. Há muito mais nesse Jesus do que podemos imaginar e do que qualquer religião possa nos mostrar. E para não errar o caminho em direção a este Jesus Vivo não usemos mediadores.

Indico e recomendo a leitura. E para que todos possam ler, empresto (risos).




“Se eu fosse vocês, perderia menos tempo falando mal da religião e investiria mais para descobrir o quanto Jesus deseja ser nosso amigo sem impor qualquer condição... Quando isso acontecer vocês saberão o que são verdadeiramente a liberdade e alegria” Página 16, 4° parágrafo.





Cíntia M.S.





   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...