As "chaves" apostólicas para um 2010 abençoado.




Por: Rev. Digão



Sempre acontecem, nesses dias de passagem de ano, previsões feitas por astrólogos e babalorixás. Geralmente são coisas genéricas, do tipo “esse ano um artista vai se casar e se separar” ou “se não fizer sol, vai chover ou ficar nublado”. Como essa prática também já tomou conta dos arraiais evangélicos, com as chaves da prosperidade financeira que vemos por aí, verdadeiras chaves-de-cadeia, também vou dar meu pitaco. Não sou apóstolo, mas quero aqui determinar (vou usar um verbo da moda) as chaves apostólicas para um ano novo bom.
1. Tenha temor de Deus. É o princípio da sabedoria.

2. Ouça sempre a voz do Senhor. Na barafunda de vozes que se levantam, a única que deve ser ouvida é a dEle.

3. Cultive com carinho sua comunhão com Ele. Deus não é Papai Noel cósmico, Jesus não é despachante galático e nem o Espírito Santo uma desculpa para cair na gandaia dentro da igreja. Deus é uma Pessoa que deve ser levada a sério.

4. Mesmo levando Deus a sério, não se leve tanto a sério. Saiba que, no universo, há somente dois tipos de seres: Deus e o resto. Como você não é Deus, relaxe. Não se penitencie por ser imperfeito. Bem vindo ao clube.

5. Tenha, por princípio ao freqüentar sua igreja, o louvor a Deus e o aprendizado de Sua Palavra. Igreja não é diversão, pastor não é Silvio Santos, louvor não é música da moda que dá um arrepio.

6. Santidade não é apenas parte de refrão de música brega, mas sim um estilo de vida. Santidade não é viver uma vida ascética ao extremo, ouvindo apenas música gospel (que de gospel mesmo não tem nada) e evitando o contato com o “mundo”. Jesus é santo, mas mesmo assim andava no meio de gente “desqualificada”. E os impactou.

7. Nem todo o que diz Senhor, Senhor, é realmente do Senhor. Servo de Deus não significa a mesma coisa que Deus encarnado. Deus encarnado só Jesus. Portanto, apóstolos, bispos, missionários, obreiros, pastores, ou outro cargo que for inventado são apenas homens. Devem ser respeitados e honrados naquilo que tange sua fidelidade às Escrituras. Mas se eles forem infiéis, como, por exemplo, pedindo descaradamente ofertas de 900 reais ou vendendo galões dágua ungidos, não dê ouvidos a eles. São falsos profetas, apóstolos da mentira, enviados de Satanás.

8. Não se arrogue no papel de “igreja do eu sozinho”. É uma tendência moderna. Devido aos recentes escândalos e ao esgarçamento da estrutura religiosa denominacional, cada vez mais gente desiludida tem saído das igrejas e deixando a comunhão com outros irmãos. Isso é tão errado quanto ser vaca de presépio.

9. Seja generoso. Aquilo que é seu na verdade não é, pertence a Deus. Não fique nessa de prosperidade, porque é uma espécie de megasena pra crente. Contribua conforme suas posses e sua alegria na obra do Senhor. Mas contribua também com irmãos e irmãs necessitados do pão cotidiano que não possuem meios adequados de subsistência.

10. Nunca desista do caminho do Senhor. Não é fácil, mas Jesus não prometeu facilidades. Deus Se encontra presente nos vales da sombra da morte, onde Ele andaria conosco. Ele Se encontra presente nos desertos, no calvário, na morte, para transformá-la em vida.

Não sei se você vai ficar rico. Nem sei se não vai ter doenças ou uma vida tranquila. Mas, com certeza, vai agradar ao Pai. E, no fim das contas, é o que importa.

Ah, você pode perguntar: de onde veio o “apostólico”? Ora, de onde mais, se não da doutrina dos (verdadeiros) apóstolos?

Autor: Rev. Digão
Fonte: [ Blog do autor ]
Via: Bereianos
   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...